Reaberto em 2019, o estádio Evandro Almeida do Clube do Remo já recebeu várias adequações e algumas delas acabaram virando tema de trabalhos de universitários.

É o caso do estudante de Arquitetura e Urbanismo Andrey Ribeiro, torcedor do Leão Azul que utilizou o estádio remista para um projeto acadêmico com uma visão futurística do Baenão.


O torcedor destaca que fez o projeto apenas para o trabalho sem nenhum lucro individual, apenas por amor ao time remista. “É um projeto que não estou querendo ganhar nada em cima dele, apenas para mostrar um pouco do que estou aprendendo em cima daquilo que amo que é o Clube do Remo”, destaca.

Com o projeto ganhando forma nas redes sociais, Andrey compartilhou o “Baenão do futuro” e a torcida azulina elogiou o projeto. “A torcida gostou muito nas redes sociais, seja com comentário ou até falando que era para fazer pix. A torcida do Remo realmente abraçou o projeto e a causa”, destaca.

Sem ir ao estádio no domingo (28), contra o Confiança-SE pelo Campeonato Brasileiro da Série B, o torcedor espera uma vitória e a permanência na Segundona.

“Não vou ao estádio, mas serei um entre outros milhões de azulinos que acreditam na permanência”, finaliza.

(DOL)