Após 40 anos de existência, o Estádio Olímpico do Pará, o Mangueirão, passa por sua maior reforma de reconstrução geral e modernização em todos os tempos.

Nesta quinta-feira (19), após um ano e três meses de obras, o estádio entra em sua fase decisiva de revitalização. Com 68% das obras finalizadas, o Mangueirão está com previsão para ser entregue no final do ano. 

 











|













Texto Auxiliar:
Alinhamento Texto Auxiliar:
Link Externo:
Alinhar à esquerda:
Alinhar à direita:
Alinhar ao centro:
Fullscreen:
Fullscreen Exit:


  

Com orçamento de cerca de R$146 milhões, o maior palco do esporte paraense conta com um novo sistema de iluminação e gramado com padrão exigido pela FIFA.


PROBLEMAS EM CORREÇÃO

A última vez que o estádio passou por reformas foi em há 10 anos atrás, em 2012 e, segundo a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (SEDOP), foram encontrados inúmeros problemas que colocariam o torcedor em risco ao frequentar o estádio.

 











|













Texto Auxiliar:
Alinhamento Texto Auxiliar:
Link Externo:
Alinhar à esquerda:
Alinhar à direita:
Alinhar ao centro:
Fullscreen:
Fullscreen Exit:


  

LEIA TAMBÉM:

Obras no Mangueirão avançam e chegam aos 68%. Veja as fotos

Novo Mangueirão já começa a mostrar novidades. Veja!

Governo do Pará anuncia prazo para entrega do Mangueirão

INOVAÇÕES

Dentre as inovações, o novo Mangueirão terá um novo modelo de sistema de drenagem, específico para o clima da região, o estádio também  terá aumento de sua capacidade, de 35 mil pessoas para 55 mil lugares, e os antigos assentos serão substituídos por poltronas retráteis, atendendo às exigências da Confederação Sul Americana de Futebol (Conmebol) e da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

JOGO DA SELEÇÃO BRASILEIRA

Para simbolizar tudo isso, tem a possibilidade de ser reinaugurado em setembro, com o último jogo da Seleção Brasileira antes da Copa do Mundo do Catar, marcada para iniciar no dia 21 de novembro de 2022. 

E MAIS – BASTIDORES DA VITÓRIA DO FLAMENGO SOBRE A UNIVERSIDAD CATÓLICA

   

 

Read More