Esta terça-feira foi, seguramente, um dos dias mais importantes da carreira de Júnior Moraes. Após completar o processo de naturalização, o jogador de 31 anos de idade foi convocado por Andriy Shevchenko para a seleção da Ucrânia e, assim, integra o grupo que, nos próximos dias, enfrentará Portugal e Luxemburgo pelas Eliminatórias da Eurocopa 2022.

Revelado nas categorias de base do Santos, o brasileiro vive um ótimo momento no Shakhtar Donetsk, pelo qual já marcou 21 gols e deu 11 assistências na atual temporada. Só na Liga dos Campeões, foram três gols e duas assistências pelo time ucraniano na fase de grupos.

“É um país que consolidou minha carreira na Europa. Por tudo que aconteceu de bom e a possibilidade de poder jogar na seleção da Ucrânia, eu decidi me naturalizar. Já tive muitas propostas para atuar em outros países, mas a adaptação da minha família a cultura do país me fez tomar essa decisão”, disse, em entrevista concedida ao GloboEsporte.com.


Moraes chegou na Ucrânia em 2011, contratado pelo Metallurg Donetsk junto ao Gloria Bistrita, da Romênia. Desde então, ainda passou pelo CSKA Sofia, da Bulgária, pelo Dínamo de Kiev, também da Ucrânia, e pelo Tianjin Quanjian, da China, antes de chegar ao Shakhtar. No Brasil, além do Peixe, também defendeu as cores da Ponte Preta e do Santo André.

Pela estreia nas Eliminatórias da Eurocopa 2022, a seleção ucraniana encara Portugal nesta sexta-feira, dia 22 de março, a partir das 16h45 (de Brasília), em Lisboa. O duelo com Luxemburgo será na próxima segunda, dia 25, no mesmo horário e também fora de casa.

Fonte: Gazeta Esportiva