Em uma prova repleta de acidentes, em que apenas oito dos 22 pilotos que iniciaram a corrida conseguiram completá-la, foi Will Power quem levou a vitória na etapa do Texas da Fórmula Indy, na noite do último sábado. O australiano levou a melhor na disputada acirrada contra o brasileiro Tony Kanaan, o japonês Takuma Sato e seu compatriota Scott Dixon, triunfando pela segunda vez na temporada 2017.

Kanaan conseguiu ser o segundo colocado com boa regularidade em meio ao ambiente caótico que estabeleceu no circuito. Em determinados momentos, o brasileiro chegou até mesmo a agredir Power em busca da ponta da classificação.


O terceiro colocado foi o francês Simon Pagenaud, que apresentou desempenho estável, chegou a ter a dianteira contra Kanaan, mas não suportou os ataques do brasileiro no final.

Com disputa por posição emocionantes, a corrida no Texas foi marcada pelo alto número de acidentes, que impediu que a maior parte dos pilotos concluísse a prova. O maior deles ocorreu na volta 152, quando Kanaan e o canadense James Hinchcliffe se tocaram, o brasileiro conseguiu continuar, mas outros cinco pilotos acabaram colidindo conjuntamente e abandonando de uma vez, com a bandeira vermelha precisando ser acionada para a retirada do veículos.

Quando restavam só cinco voltas para a conclusão da etapa, Takuma Sato e Scott Dixon, que haviam protagonizado briga intensa e eletrizante com Power pela liderança, com constantes ultrapassagens, se tocaram após o japonês perder o controle de seu veículo, causando a saída de ambos.

Fonte: Gazeta Esportiva