O crime de injúria racial está inserido no capítulo dos crimes contra a honra, previsto no parágrafo 3º do artigo 140 do Código Penal. Ele prevê uma forma qualificada para o crime de injúria. A pena varia de 1 a 3 anos de reclusão.

Um novo ato de racismo foi registrado no jogo entre Corinthians e Boca Juniors, na noite da última terça-feira (29), em duelo válido pelo primeiro jogo das oitavas de final da competição, na Neo Química Arena. No episódio, um torcedor do Boca foi preso por injúria racial.

O autor será autuado por injúria em ato flagrante, com fiança estipulada, mas sem valor informado. Por meio de filmagens de uma das câmeras de segurança do estádio, o torcedor rapidamente foi identificado pela polícia no local.


+ LEIA TAMBÉM: Futebol mostra que decisão do STF sobre racismo não funciona

Vale ressaltar, que na partida entre as duas equipes, ainda pela fase de grupos, outro torcedor argentino chegou a ser detido pelo mesmo motivo, no entanto, pagou fiança e foi liberado.

Nas imagens desta terça, é possível ver o homem imitando um macaco, apontando na direção da torcida da equipe brasileira.

JOGO DA VOLTA

As equipes, que empataram em 0 a 0, voltam a campo na próxima terça-feira (5), às 21h30, na La Bombonera, pelo duelo de volta. O vencedor do confronto enfrentará o classificado do duelo entre Flamengo e Tolima.

Read More