Os azulinos recordam nesta quinta-feira (6), de um dos maiores feitos do Clube do Remo na década de 90, a chamada “década de ouro” do Leão, que conquistava o pentacampeonato paraense.

Depois de perder o título da Copa Norte para o Rio Branco-AC, o Leão enfrentava o Paysandu e precisava vencer para ficar com o título. Este foi o primeiro duelo após o fim do tabu de 33 partidas, pois o Papão venceu por 2 a 0 o Leão, um mês antes para festa da fiel.

Depois de um primeiro tempo com poucas alternativas, o Leão precisou do início do segundo tempo para conquistar o título do Parazão 97: em jogada do atacante Ageu pela esquerda, o volante Rogerinho chutou rasteiro por baixo das pernas do goleiro bicolor Claudecir e marcou o gol do título.

O Remo foi pentacampeão estadual com uma campanha de 24 partidas, com 17 vitórias, três empates e quatro derrotas.

A CAMPANHA

1º TURNO


Pinheirense 0X10 Remo – 9/3

Remo 2X0 Tiradentes – 11/3

Bragantino 1X2 Remo – 16/3

Remo 2X3 Tuna – 23/3

Remo 4X1 Ananindeua – 30/3

Sport Belém 0X1 Remo – 03/4

Paysandu 1X2 Remo – 6/4

Santa Rosa 1X0 Remo – 15/4

1º TURNO – 2ª FASE

Remo 4X1 Bragantino – 23/4

Remo 1X0 Santa Rosa – 27/4

Remo 1X1 Tuna – 01/05

Paysandu 1X3 Remo – 07/05 (Campeão do 1º Turno)