A vitória épica do Liverpool sobre o Barcelona por 4 a 0 na última terça-feira (7) encheu os olhos do mundo do futebol e muitos torcedores ficaram estarrecidos com a virada do time inglês, que vai decidir o título da Liga dos Campeões.

O que já ocorreu com o Liverpool também já aconteceu no futebol paraense, com jogos históricos, seja para alegria ou tristeza das torcidas.

Por falar no jogo de ontem, a data de 7 de maio é fatídica para os azulinos, que enfrentaram o Cuiabá-MT, em 2015 pela final da Copa Verde. A goleada de 4 a 1 no jogo da ida era um título praticamente certo para os remistas, mas o Dourado reverteu a vantagem e venceu por 5 a 1 conquistando o título. O episódio rendeu provocações dos adversários.

RELEMBRE:

Anos antes, o Paysandu havia passado pelo mesmo sentimento: venceu o Brasília-DF por 2 a 1 no Mangueirão, mas perdeu no jogo da volta pelo mesmo placar e a dor bicolor foi maior, pois nos pênaltis, o Papão foi superado após ter uma chance de ouro para confirmar o título.

VEJA:


Mas calma, torcedor, não houve só tragédia. Alegrias também foram sentidas por torcedores. Em 1992, a Tuna Luso viveu situação parecida na disputa da Série C onde decidiu o título com o Fluminense-BA. Perdeu por 2 a 0 no interior baiano e venceu por 3 a 1 no Baenão, com direito ao gol do título aos 49 do segundo tempo.

Outro time paraense que teve situação parecida em título brasileiro foi o São Raimundo. Na final da Série D, em 2009, o Pantera perdeu para o Macaé-RJ por 3 a 2, mas reverteu o placar em Santarém e a vitória por 2 a 1 garantiu o título nacional.

Para os titãs do nosso futebol, o Remo viveu momentos especiais ao longo da história. Em 2005, o Leão venceu o Tocantinopolis-TO no mata-mata da Série C, com direito a uma vitória de 4 a 1, em Belém após perder por 2 a 0, no jogo da ida.

ACOMPANHE:

Outro jogo especial para os remistas foi na mesma Copa Verde de 2015. Na semifinal, o Leão perdeu para o Paysandu por 2 a 0, mas no jogo da volta reverteu a vantagem, venceu pelo mesmo placar e foi para final após vitória nos pênaltis por 5 a 4.

ASSISTA:

Por falar no Paysandu, o time bicolor viveu bem este momento de virada em grandes momentos. Foi assim em 1991, quando na decisão da Série B perdeu para o Guarani-SP, por 1 a 0 e venceu em Belém por 2 a 0.

CAMISA 13 1991:

Na Copa dos Campeões, em 2002, o time bicolor viveu o contrário. Dentro de casa, com mais de 50 mil pessoas, o time perdeu para o Cruzeiro-MG por 2 a 1 e no jogo do título, em Fortaleza-CE, o Papão venceu por 4 a 3 no tempo normal e garantiu a taça com um 3 a 0 nas disputas por pênaltis.

CONFIRA:

  • E MAIS: Quer comprar material esportivo mais barato? Clique Aqui

(Diego Beckman/DOL)