Finalmente o
cruzeirense tem prazer em acompanhar a Raposa na Série B. Tecnicamente o
Cruzeiro ainda deixa a desejar, mas não falta jogo coletivo, não falta vontade
e não falta desejo em ter a posse de bola. Foi assim que o time celeste se
impôs diante do Grêmio, neste domingo (8), e venceu por 1 a 0, na Arena
Independência, em jogo válido pela sexta rodada. O gol foi contra, do lateral
direito Rodrigo Ferreira.

O resultado
coloca o Cruzeiro acima do Grêmio na tabela e com a mesma pontuação do líder
Bahia. São 13 pontos conquistados, mas a Raposa fica atrás nos critérios de
desempate, já que o Bahia tem saldo de gols melhor, são sete contra apenas três
dos mineiros. O Sport é o terceiro colocado, com 11 pontos, enquanto o Tricolor
fecha o G4, com dez.

Mas neste
momento, após duas tentativas frustradas para retornar à elite do Brasileirão,
pouco importa para o cruzeirense se o time é líder ou vice-líder, o que vale
mesmo é que finalmente voltou a jogar bem. Já o Grêmio perdeu pela segunda vez
nesta edição da Série B. Diante de um adversário do mesmo tamanho, o Tricolor
ficou devendo e muito.

Coletivamente,
o Cruzeiro mostrou estar em um estádio à frente do Grêmio, como provou o
confronto deste domingo. A Raposa se impôs diante de um rival que tinha a mesma
pontuação no início da rodada e não deu chances ao Tricolor. O time estrelado
dominou todo o primeiro tempo e na etapa final controlou a partida. Sofrimento?
Só nos acréscimos.

A
passividade do Grêmio diante de um Cruzeiro que gosta de ter a bola foi o que
mais chamou a atenção pelo lado tricolor. Uma equipe sem intensidade e sem
pressionar o adversário na marcação. Tanto que a Raposa trocava passes com
muita facilidade, enquanto fazia o tempo correr. No teste contra alguém do
mesmo tamanho, o Grêmio de Roger Machado foi reprovado.

O
cruzeirense entendeu que sem ele o time não vai conseguir subir. Na semana em
que alcançou a marca de 50 mil sócios, a torcida do Cruzeiro lotou a Arena
Independência e empurrou a equipe durante os 90 minutos.

Pela
primeira vez em seis rodadas, o Cruzeiro fez um gol durante o primeiro tempo.
Até então, os gols anteriores da Raposa aconteceram na etapa final, nos jogos
com Brusque, Tombense, Londrina e Chapecoense.

Isolado no
ataque do Grêmio, Diego Souza não conseguiu ajudar os companheiros diante do
Cruzeiro. Foram 70 minutos em campo e nenhuma finalização a gol.


O Grêmio não
fez muito para conseguir sorte melhor em Belo Horizonte, mas, mesmo assim,
Ricardinho teve a bola do empate, já nos acréscimos do segundo tempo. Porém o
atacante gremista isolou, mesmo sozinho, dentro da área adversária.

 

FICHA
TÉCNICA

CRUZEIRO 1 X
0 GRÊMIO

Motivo:
Série B do Campeonato Brasileiro – 6ª rodada

Local: Arena
Independência, Belo Horizonte (MG)

Data e
horário: 8 de maio de 2022, às 16h (de Brasília)

Árbitro:
Flavio Rodrigues de Souza (Fifa/SP)

Assistentes:
Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa/SP) e Luiz Alberto Andrini Nogueira (SP)

VAR:
Vinicius Furlan (SP)

Cartões
amarelos: Zé Ivaldo e Geovane Jesus (CRU); Lucas Silva e Villasanti (GRE)

Gol: Rodrigo
Ferreira (GRE/contra) aos 26 minutos do primeiro tempo.

 

CRUZEIRO

Rafael
Cabral, Zé Ivaldo (Wagner, aos 20′ do 2º), Oliveira e Eduardo Brock; Geovane
Jesus (Rômulo, aos 12′ do 2º), Willian Oliveira, Neto Moura e Matheus Bidu
(Rafael Santos, aos 35′ do 2º); Luvannor (Miticov, aos 20′ do 2º), Jajá e Edu
(Waguininho, aos 35 do 2º). Técnico: Paulo Pezzolano.

 

GRÊMIO:
Brenno, Rodrigo Ferreira, Bruno Alves, Pedro Geromel e Diogo Barbosa;
Villasanti, Lucas Silva (Gabriel Silva, no intervalo) e Bitello (Campaz, aos
32′ do 2º); Elias (Janderson, aos 25′ do 2º), Biel (Ricardinho, aos 32′ do 2º)
e Diego Souza (Elkeson, aos 25′ do 2º). Técnico: Roger Machado.

 

Read More