O Paysandu travou uma nova batalha nesta quarta-feira (10), mas dessa vez foi fora de campo, com uma audiência no Tribunal de Justiça do Trabalho, em nome do ex-atacante bicolor Bruno Veiga.
Por meio de videoconferência, a audiência foi realizada pelo juiz Carlos Rodrigues Zahlouth Junior, que ouviu os advogados do jogador e do clube.
Em audiência, o Papão da Curuzu ofereceu um valor de R$ 150 mil para o atleta para encerrar o processo, porém o pedido foi negado pelos representantes do atleta, que pedem R$ 700 mil.
Sem acordo entre as partes, a sentença do caso Bruno Veiga X Paysandu está marcada para o dia 10 de julho, no Tribunal de Justiça do Trabalho.


(DOL)