Raniery Soares / Correio da Paraíba

Se não bastasse as falhas da defesa, jogar com dez jogadores quase durante todo o jogo e a derrota para o Botafogo-PB, o Clube do Remo poderá ter uma grande dor de cabeça, juntamente com a equipe paraibana.

O árbitro do jogo da última segunda-feira (19), o sul-matogrossense Paulo Henrique de Melo Salmazio citou na súmula da partida uma confusão entre torcedores do Belo e do Leão Azul nas arquibancadas do estádio Almeidão, em João Pessoa (PB).


No documento, o árbitro cita que a Polícia Militar do estado da Paraíba precisou usar bomba de efeito moral para afastar os torcedores, além de paralisar a partida por três minutos.

CBF

Apesar de um boletim de ocorrência ser apresentado ao árbitro, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) deverá denunciar as duas equipes e marcar a data do julgamento envolvendo o fato.

Caso a entidade decida pela punição, tanto Botafogo-PB quanto Remo podem pagar multa de até R$ 100 mil, além da perda de mando de campo.

(Diego Beckman/DOL)