O volante remista deixou sua marca no último Re-Pa disputado no Baenão e promete mostrar competência mais uma vez. A máxima para a disputa de um clássico tradicional diz que o detalhe é decisivo na busca pelo resultado positivo.

Acontece que para o Re-Pa desta tarde (3), a partir das 17h, no estádio Baenão, em Belém, o grupo de atletas do Leão Azul espera contar com outro pilar ainda mais interessante: a experiência. Boa parte dos jogadores que formam o elenco azul-marinho estão calejados no que se refere ao Choque-Rei da Amazônia.

O volante Anderson Uchôa, por sinal, é uma das peças que entende bem do assunto, ao presenciar a atmosfera pelos representantes que ocupam os dois lados da avenida Almirante Barroso, na capital paraense.


Há quatro anos disputando este tipo de jogo, desde o ano passado o volante abraçou o compromisso do Mais Querido. No mais recente duelo, no alçapão remista, uma memória boa. Na partida de ida da final do Parazão deste ano, que encerrou com o título azulino, o jogador foi autor de um dos três gols na ‘lapada’ sobre o Papão, no estádio Evandro Almeida.

Nesse sentido, o profissional deu o papo: “Em um jogo desse tamanho, vence quem estiver mais concentrado. Quem errar menos tem a maior possibilidade de sair vencedor. No futebol tudo pode acontecer”, disse o jogador remista.

Independente disso, Uchôa reforçou que o grupo vai mais otimista do que nunca para retomar o caminho das vitórias. Para isso, o cabeça de área enalteceu a condução da comissão técnica durante os dias anteriores de preparação rumo à excelência no gramado do Baenão.

“O professor e a comissão técnica vão nos passar exatamente o que precisa ser feito para fazer um bom jogo e sairmos com a vitória”, disse, ao reiterar o peso duplo que paira sobre o embate, válido pela 13ª rodada da competição. “O jogo deste domingo é muito importante para nos colocar entre os oito primeiros colocados na tabela e vamos com o pensamento de conquistar isso”, completou Uchôa.

Read More