O técnico Fernando Diniz não é mais do Audax-SP. Vice-campeão paulista pelo clube em 2016, mas rebaixado na atual temporada, ele anunciou sua saída, e agora busca novos desafios em sua carreira.

Ao todo, o treinador ficou cinco anos à frente do time de Osasco, sendo o responsável pela chegada à elite do futebol de São Paulo. Foram 112 jogos, com 50 vitórias, 31 empates e 31 derrotas. Além disso, ele trabalhou no Guaratinguetá e no Oeste, em momentos de parceria entre o Audax e estes clubes.

Diniz chegou à decisão do Paulista em 2016 (Foto: Antonio Cicero/Audax-SP)

Conhecido por seu estilo ofensivo de jogo, com atletas mudando de posição e buscando sempre manter a posse de bola, o auge de Diniz foi em 2016, quando levou os osasquenses à final do Estadual, em time que contava com nomes como Tchê Tchê, atualmente no Palmeiras, Sidão, do São Paulo, e Camacho, do Corinthians.


Fernando agradeceu pelo período como comandante e afirmou ser a hora de novos desafios na carreira. “Obrigado diretoria, comissão técnica, colaboradores e, principalmente, vocês jogadores, alma do jogo! Obrigado, Sr Mário, pela parceria. Honrar a palavra vale a pena. Sempre!”, escreveu.

Confira a nota oficial de Fernando Diniz:

“O Audax não é, simplesmente, um time de futebol! Pelo menos, pra mim, não é!”

 Durante esses quase cinco anos, o Audax foi, na verdade, a concretização de um lindo sonho. O sonho de FORMAR GENTE PRA JOGAR DIFERENTE.

 Um time que desenvolveu, além de um jeito de jogar, um jeito de conviver. E tudo fundamentado na amizade, na criatividade, na alegria e na audácia. E, é claro, no trabalho! Muito trabalho!

E os frutos desse empenho foram muito positivos: o Audax ajudou gente pra caramba!

Agora é hora de novos desafios!

 Obrigado diretoria, comissão técnica, colaboradores e, principalmente, vocês jogadores, alma do jogo! Obrigado, Sr Mário, pela parceria. Honrar a palavra vale a pena. Sempre!

Obrigado, cidade de Osasco, pelo carinho!
Valeu, Audax!

Fernando Diniz

 

Fonte: Gazeta Esportiva