O público da estreia do time na Série C do Brasileiro, jogando em casa, não foi bem aquele que a diretoria do Paysandu e também o plantel bicolor esperavam. Todos imaginavam ter a Curuzu lotada pela Fiel, mas o número de torcedores pagantes, o que realmente interessa ao clube, ficou bem abaixo do pretendido pelos alviazuis. Agora, com o time tendo a melhor campanha da competição, com duas vitórias e, portanto, 100% de aproveitamento a estimativa é de que o público no sábado (11), contra o Juventude-RS, seja superior ao da estreia, ainda mais com a promoção do Dia das Mães lançada pelo clube.

No confronto com a Tombense-MG o público não chegou a cinco mil torcedores pagantes, o que realmente interessa ao clube. Foram 4.893 ingressos vendidos, dos quais 1.928 foram adquiridos por filiados do projeto Sócio Bicolor, que não pagam entrada, mas são incluídos no borderô com valor simbólico de R$ 1. A arrecadação líquida do clube, conforme o borderô da partida, publicado, ontem, pelo site da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), foi de R$ 57.486,46. A renda da partida foi de R$ 100.480.

O fato de ter caído chuva antes, durante e após a partida contra os mineiros, na visão de muita gente, acabou desmotivando a ida do torcedor ao estádio. Para sábado, a direção do Papão confia em público bem superior, afirma o presidente Ricardo Gluck Paul. “Tenho plena confiança de que a Fiel irá esgotar todos os 15 mil ingressos e empurrar o time para essa importante vitória que nos colocará em posição muito especial na tabela”, declarou.

DIA DAS MÃES

Não bastasse a excelente campanha da equipe até aqui no campeonato, a diretoria do Papão resolveu injetar ainda mais estímulo para que o torcedor compareça em massa ao jogo contra o alviverde gaúcho. Como no domingo se comemorará o Dia das Mães, o torcedor do Sócio Bicolor poderá levar sua mãe ao estádio sem que seja necessário meter a mão no bolso para homenageá-la. Filho e mãe só terão de comprovar com documentos a ligação familiar.

Os ingressos estão disponíveis ao público desde ontem nos tradicionais postos de venda. Os valores dos bilhetes são os mesmos que foram praticados por ocasião da partida passada, ou seja, R$ 30 (arquibancada) e R$ 60 (cadeira). Uma carga de 15 mil ingressos, como informado pelo presidente, está sendo colocada à disposição do público bicolor, que, tudo indica, deve abraçar a convocação da diretoria do clube.

PARA ENTENDER

Maiores públicos pagantes

 1º – Clube do Remo – 7.398


2º – Botafogo-PB – 5.362

3º – Treze-PA – 4.920

4º – Paysandu – 4.893

5º – Santa Cruz-PE – 4.627

6º – Náutico-PE – 3.305

7º – Juventude-RS – 2.817

8º – Sampaio Corrêia-MA – 2.649

9º – ABC-RN – 1.909

10º – Ferroviário-CE – 1.688

Maiores Rendas Brutas

 1º – Remo – R$ 138.305,00

2º – Treze-PB – R$ 124.640,00

3º – Botafogo-PB – R$ 113.585,00

4º – Paysandu-PA – R$ 100.480,00

5º – Santa Cruz-PE – R$ 76.700,00

6º – Juventude-RS – R$ 34.250,00

7º – Sampaio Corrêa-MA – R$ 32.195,00

8º – Náutico-PE – R$ 32.136,00

9º – Imperatriz-MA – R$ 30.805,00

10º – Ferroviário-CE – R$ 27.007,00

(Nem todos os borderôs haviam sido divulgados até ontem, no site da CBF, daí não se ter informações sobre o ranking da renda líquida)

(Nildo Lima/Diário do Pará)